top of page

POR QUE VOCÊ NÃO FESTEJA?

Você consegue se alegrar com os que se alegram ou a alegria alheia te incomoda?



IRMÃO DO PRÓDIGO - (Lucas 18: 25- 31) - Por Raquel Rocha


Ei!...

Você acha que não é amado?

Acha que não faço festa pra você?

Poderíamos ter festa todo dia.

Eu adoro festa!

Por isso sentia tanta falta do seu irmão...


Mas você insiste nesta cara amarrada

Em ser sério demais

Em levar tudo a sério.

Jamais quis que você trabalhasse tanto!


Meu filho,

Meu coração até dói

Ao ouvi-lo dizer que trabalha como escravo

E que nunca matei nem sequer um cabrito

Pra você festejar com seus amigos.

(afinal você nem os tem, não é verdade?)


Não te dei um cabrito

Porque tudo que tenho é seu.

Eu te amo meu filho!

Pegue qualquer coisa.


Faça a festa que quiser.

Abra seu coração.

Você pode começar agora

Se alegrando com a volta do seu irmão.


Como nos lembra a terapeuta cristã Raquel Rocha neste poema, muitas vezes a religiosidade nos torna como o filho mais velho da história do filho pródigo: incapazes de festejar mesmo quando a ocasião pede.

74 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page