top of page

Desprender e desapegar é não temer o comportamento dos outros

Atualizado: 19 de abr. de 2021

Traduzido do livro “Let Go Now: Embrace Detachment as a Path to Freedom” de Karen Casey.

Por toda minha vida, houve tantas formas de temer o que os outros iriam fazer. Quando pequena, eu tinha medo do potencial de violência que havia em minha casa. Eu tinha medo da raiva do meu pai. Eu temia que minhas amigas iriam me rejeitar toda vez que aparecia uma nova aluna na escola. Eu tinha medo de não ser escolhida por um dos times para jogar depois da aula. Eu tinha medo de não ser convidada para uma festa de aniversário. Depois, quando os rapazes entraram em cena, eu tinha certeza que ninguém iria me querer como namorada e, mais tarde, como esposa.

A sombra esmagadora do medo me seguiu durante as três primeiras décadas de minha vida. Até que fui apresentada ao Deus que me acompanhava e sempre “me escolhia” por ser valiosa. Eu lutava com a necessidade de me prender a qualquer pessoa ao meu redor. Apegar-me aos outros, da maneira que eu fazia, sufocava muitas amizades em potencial. Eu realmente nunca acreditei que poderia ser livre do medo que me paralisava, mas eu o fiz. Eu não mais olho para os outros à procura do meu próprio valor. Hoje, não tenho medo mais. Ponto final. O que mudou? Eu desenvolvi a vontade para acreditar que a vida nos apresenta a nossa jornada e que não estamos sozinhos nela; e essa vontade está à disposição de todos nós.

O que os outros fazem não determina quem somos ou o nosso valor. Ter essa consciência faz toda a diferença no mundo de quem tem dúvidas sobre si mesmo.


172 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page